19 de jan de 2012

O poder de um simples representante da massa dominada.

Tudo bem que um peãozinho (representante da massa dominada) estava ameaçando duas peças fortes (representantes da minoria dominadora). O oponente tinha de escolher qual das duas ele iria salvar.

O mais interessante é que a jogada com o peão não foi a última. O adversário me havia feito desistir de eliminar uma das peças, bispo ou cavalo, mas pude retomar a oportunidade fazendo um roque.

Mas de a escolher entre duas peças fortes a desistir do jogo? Não era pra tanto!


Se alguém conseguir tirar uma lição analogia que fiz com o título e esta partida; os comentários estão liberados para isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato por comentar