6 de dez de 2011

Você se considera filho de Deus?

Se a sua resposta foi sim, aqui vai outra pergunta: Você faz jus a este título?

Vou explicar melhor, e começando pela criação que pelo menos deveria conhecer melhor. A final convive com ela 24 horas por dia em cada dia de sua vida. Ou seja, a parte de você mesmo mais fácil de se ver, o seu corpo.

Se você acredita ser filho de Deus, então você tem que acreditar na Bíblia. E nela esta escrito que Deus fez o homem do pó da terra Gênesis 2:7. Logo o SENHOR Deus, manipulou cada átomo do pó da terra e dele formou ossos, músculos, tendões, veias, artérias, sangue, cada um dos órgãos e o mais incrível de todos eles, que esta ai dentro de sua caxola, o computador mais avançado do mundo. E como dizem que usamos apenas 10% da capacidade deste computador, mostra que Deus é bem entendido de informática, pois todo bom administrador de sistemas sabe que não é nada bom consumir 100% de um computador em 100% do tempo.

Mas vamos voltar ao assunto. Ao procurar lembrar das aulas de biologia e anatomia, você se tocou da grandiosidade, da destreza, do esmero, dos detalhes, da complexidade e de quão incrível é a criação que Deus realizou só do pó da terra?

Por isso eu estou perguntando: Você faz jus ao título de filho de Deus? Porque não fazermos coisas tão incríveis com o nosso Pai? Porque vivemos em função de acumulo de dinheiro, para acumular bens, para ter o que comer, para ter o que vestir, para ter aonde dormir, para nos manter preguiçosos em casa?

Porque não TRABALHAMOS pelo menos para Dar o que comer, Dar o que vestir, Dar aonde dormir?

Porque não trabalhamos pelo simples fato de que Tem que ser feito por que tem que existir e organizar certas coisas para a nossa existência e evolução física e espiritual?

Estamos perdendo tempo com o nosso estilo de vida, trabalhando, comendo, dormindo, evoluindo pouco e destruindo muito.

Deus fez a Terra e o nosso corpo pelo simples fato de que tinham de ser feitos para que Ele pudesse ter filhos capazes de crescerem como Ele e para amá-los.

Chega de viver por viver. Mas como é que saímos desse emaranhado em que nos enfiamos, para então passar a viver?

Semear O Amor de Chimarruts

Chega de viver só por viver
Chega de pensar só por pensar
Faça sua mente esclarecer
Dentro de si mesmo vá buscar
Amor e harmonia, paz e compaixão
Aprenda à perdoar para obter perdão
Não espere nada em troca se estender a mão
Para ser verdadeiro tem que ser de coração
Na hora boa ou ruim em Deus não se negue à crer
Mantenha a mente e o corpo são e não vá se corromper
Pela maldade, ganância, exploração
Que deixe o homem cego e escraviza o coração
Fazendo com que a gente viva a vida apagados
Cheios de preconceitos, diferença, alienados
É chegada a hora da gente se ajudar
Com fé e humildade, fazendo o mundo mudar

Semear o amor, dentro do seu coração
Afugentando a dor e a solidão
Quando o amor tocar o seu coração
A luz da vida vai brilhar para você iluminar 

2 comentários:

  1. Então Fernando já que você está filosófico em relação ao evangelho em si, eu tenho um artigo fabuloso da BYU Magazine que trata de "Ser salvo pela 'Graça'", muito elucidador... vou deixar o link a baixo para vc ler... o texto é lindo... aconselho também a ler um outro artigo de uma outra edição da BYU Magazine...

    His Grace is Sufficient: http://magazine.byu.edu/?act=view&a=2968

    Virtue and an abundant life: http://magazine.byu.edu/?act=view&a=2836

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Raquel, vou ler sim. Até mais, abraço.

      Excluir

Grato por comentar